Regulação e transparência

A transparência na regulação das redes de electricidade é um direito democrático dos cidadãos e consumidores responsáveis, e uma infra-estrutura de rede transparente é vital para o êxito de uma transição energética eficiente. A indústria da energia necessita de uma transição acompanhada de transparência.

A transparência governamental é um aspecto central de uma democracia constitucional. O acesso dos cidadãos à informação sobre as actividades do Estado é vital para a autodeterminação democrática. A expansão das comunicações electrónicas reforçou a tendência da sociedade para uma maior transparência, enquanto a mentalidade e os comportamentos autoritários estão em declínio.

A regulação das redes eléctricas é uma excepção. Continua a não ser muito transparente. Enquanto consumidores, os cidadãos devem pagar tarifas de rede que são difíceis de compreender. Além disso, a falta de dados dificulta os estudos científicos, que são vitais para um debate amplo e público, que faz parte do processo de elaboração da política energética.

Não só os reguladores estatais, mas também os operadores de rede que regulam, enfrentam exigências de transparência. À luz da Energiewende, os utilizadores da rede (produtores, distribuidores, consumidores e outros prestadores de serviços) necessitam cada vez mais de dados fiáveis e facilmente disponíveis para uma utilização segura e flexível da rede.

A expansão da rede, os custos associados e as novas exigências de infra-estrutura tornam a transparência, especialmente nesta área, uma condição central para o sucesso da Energiewende. Estamos, portanto, a estudar formas de tornar o negócio da energia mais transparente.

Contato

Todo o conteúdo

Mantenha-se em contacto - subscreva a nossa Newsletter!

]>