Dr. Patrick Graichen

Diretor Executivo

Patrick  Graichen

Patrick Graichen ajudou a fundar a Agora Energiewende em 2012, inicialmente como seu Diretor Adjunto; desde 2014 ele tem liderado o think tank nas posições de Diretor e Diretor Executivo. Durante seu mandato, ele impulsionou incessantemente a política pública que rege o Clima e a Energia na Alemanha, Europa e outras comunidades internacionais, entre outras coisas, no que diz respeito ao design do mercado de energia, expansão das energias renováveis, consenso sobre o carvão, transição de energia térmica, e políticas industriais relacionadas à transição energética. Como no passado, ele continua em constante contato com muitos atores, trocando perspectivas sobre as políticas públicas ligadas ao Clima e à Energia. Em 2018, ele foi julgado o gerente de energia do ano pela revista Energie & Management em nome de um júri.

Antes de ingressar na Agora Energiewende, Graichen trabalhou no Ministério Federal do Meio Ambiente de 2001 a 2012, primeiro como consultor no departamento de Proteção Climática Internacional, depois como assessor pessoal do Secretário de Estado e finalmente como Chefe da Unidade de Políticas Climáticas e Energéticas. Durante este período, ele foi responsável pelas negociações, entre outras coisas, sobre a formação dos instrumentos econômicos do Protocolo de Kyoto, o Programa Integrado de Energia e Clima do Governo Federal de 2007, o Pacote de Energia e Clima da UE de 2008, bem como os procedimentos legislativos com relação à Lei de Energia.

Graichen tem estado envolvido com o tema da transição energética desde que era estudante. Ele prosseguiu seus estudos em ciência política e economia em Heidelberg, Alemanha, e em Cambridge, Reino Unido; concluiu seu doutorado em Políticas Energéticas de Municípios no Instituto Interdisciplinar de Economia Ambiental da Universidade de Heidelberg.

Patrick Graichen é casado e tem quatro filhos.

 

In den letzten 15 Monaten sind die Börsenpreise für Strom europaweit massiv angestiegen. Lag der Preis im April 2020 zwischen 7 und 33 Euro pro MWh, lag er im Juli zwischen 37 und 95 Euro. Was ist passiert? pic.twitter.com/ui0FFRy8iX

Europe could still repeat its errors from the €crisis in 2010/2011 of killing off the recovery by switching to premature fiscal consolidation. If we just reimpose the existing fiscal rules from 2023 onwards, it's predictable that a drive to austerity will undermine recovery. pic.twitter.com/swLXpDDdfp

Projetos

    Todo o conteúdo

    Mantenha-se em contacto - subscreva a nossa Newsletter!

    ]>